Projeto de tratamento do tabagismo: enfoque multidisciplinar

O tabagismo configura-se atualmente como um problema de saúde pública, que alarma a sociedade; tendo em vista tal problemática, o programa Tratamento do Tabagismo: Enfoque Multidisciplinar, vem sendo desenvolvido desde o ano de 2008 até o presente momento, como uma prática de extensão aprovada pela Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e pelo Ministério de Educação e Cultura (MEC), através do programa de extensão universitária (PROEXT/ MEC) .

O programa é vinculado à Universidade Federal de Campina Grande, em parceria com a Universidade Estadual da Paraíba, Faculdade Maurício de Nassau e Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), recebendo também contribuição do Laboratório Eurofarma, que fornece gratuitamente o medicamento utilizado no tratamento (Bupropiona).

A equipe multidisciplinar é composta atualmente por cinco especialidades que firmam a potencialidade da extensão na formação acadêmico-profissional. São elas: Farmácia, Odontologia e Psicologia pela Universidade Estadual da Paraíba; Nutrição através Faculdade Mauricio de Nassau e Medicina da Universidade Federal de Campina. Os estagiários são supervisionados por professores de cada curso das referidas instituições e conta com a coordenação geral da Drª Deborah Dantas , professora do curso de Medicina da UFCG.

São objetivos do programa contribuir para a diminuição dos índices de tabagismo ativo e passivo, avaliar o impacto da abordagem interdisciplinar em contraposição ao tratamento isolado, proporcionar conhecimento sobre os males causados pelo tabagismo, oferecer aos inscritos tratamento medicamentoso associado a tratamento psicoterapêutico, odontológico  e orientação nutricional concomitantes.

As atividades ocorrem semanalmente no Hospital Alcides Carneiro em Campina Grande – PB, e nos espaços cedidos pelas demais instituições envolvidas. O público alvo é composto por tabagistas de ambos os sexos, maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados, que não sejam portadores de epilepsia ou hipertensão arterial não controlada e se do sexo feminino, não gestante e não lactantes inscritos no programa.

(83) 3315-3300