Divulgados trabalhos selecionados para mostras competitivas do 15º Comunicurtas UEPB

30.10.2020

A coordenação da edição 2020 do Festival Audiovisual de Campina Grande – Comunicurtas UEPB divulgou, nesta sexta-feira (30), a relação de trabalhos selecionados para concorrer nas mostras competitivas do evento, que acontecerá de 30 de novembro a 3 de dezembro, com o tema “Reinvenções”. Ao todo, foram 597 trabalhos inscritos. Concorrem nas mostras 78 filmes. A curadoria foi feita por Hipólito Lucena, Nivaldo Rodrigues e Tiago A. Neves.

Completando 15 anos, o Comunicurtas UEPB promete uma edição especial este ano, mesmo em tempos de pandemia. Mais uma vez, o festival contará com as mostras competitivas “Tropeiros da Borborema”, “Brasil”, “Estalo”, “A Ideia é….”, “Tropeiros de Telejornalismo”, “Som da Serra”, “Longa Metragens” e “Tropiqueers”. Nessa última mostra competem filmes de curta-metragem de até 20 minutos, segundo o critério de temática.

Além das mostras, integram a programação do festival oficinas, palestras, workshops, debates, e a realização do Fórum do Audiovisual Paraibano, espaço para discussão de políticas públicas voltadas para o incentivo de produções audiovisuais no estado. Há 15 anos, o Comunicurtas vem se transformando em um importante espaço para difusão e exibição de filmes e vídeos de curtas-metragens locais, regionais, nacionais e internacionais, das áreas de cinema, jornalismo e publicidade.

A temática do 15° Comunicurtas é uma proposta de lançar olhares para os novos caminhos que estão sendo construídos no cinema e na sociedade, extremamente afetados pela pandemia provocada pelo novo coronavírus. A coordenação do festival lembra que o mundo precisa reinventar-se nas suas atividades sociais e, nesse contexto, o audiovisual pode contribuir de maneira mais efetiva nas reinvenções e adaptações a um novo padrão de comportamento social.

Para a coordenação do festival, o cinema é uma ferramenta para difundir diálogos e gerar escutas, conectando experiências, narrativas e potências para transformação social. Este ano, o Comunicurtas UEPB vai enfatizar ainda o debate em torno da questão dos festivais on-line e dos modos de consumo da produção audiovisual. A edição 2020 contará com o prêmio revelação de diretores em suas primeiras produções, incentivando coletivos e produtos de pesquisa de Universidades, Institutos Federais e escolas públicas, com o troféu Maria Bonita.

A premiação acontecerá na noite do dia 3 de dezembro. Serão concedidos aos premiados, nas mostras competitivas, o Troféu Machado Bittencourt. O Júri Oficial de qualquer mostra poderá conceder menções honrosas, se achar necessário. Outros prêmios poderão ser distribuídos, caso a organização do festival entre em parceria com alguma instituição/empresa interessada. Nesse caso, a organização do festival decidirá quais categorias receberão a premiação extra.

Consolidado e aguardado com muita expectativa por diretores, atores, produtores, público e demais integrantes da indústria audiovisual, o Comunicurtas 2020 promete superar as adversidades e ratificar o seu signo de resistência. O Comunicurtas UEPB nasceu em 2006, no Curso de Comunicação Social da UEPB, e prossegue funcionando como vitrine para os cineastas, que precisam de espaço para divulgar suas produções audiovisuais, e com isso, ganhar força para entrar no competitivo circuito da sétima arte, e laboratório para os alunos que, a cada ano, têm a oportunidade de trabalhar na produção do evento.

Confira a relação de trabalhos selecionados clicando AQUI.

Texto: Severino Lopes e Tatiana Brandão

Parceiros